Voltar ao topo

Barata

Barata

É de cerca de 350.000.000 (trezentos e cinquenta milhões de anos) a idade aproximada da barata, a julgar pelos fósseis já encontrados desse notável inseto. Existem 3.500 espécies de baratas já descritas, das quais pelo menos uma dúzia causam problemas, por terem sofrido um processo de sinantropia, ou seja, sentiram-se atraídas ao convívio humano. Aqui em Santa Catarina, só duas são mais importantes e consideradas pragas: a Blatella germanica e a Periplaneta americana. O desenvolvimento das baratas se dá por metarmofose incompleta (transformação) gradual com três estágios diferentes: ovo, ninfa, adulto. 

Blatella germanica 

A Blatella germanica adulta mede 1,5 a 2 cm e tem uma colocarção de caramelo com duas faixas escuras no tórax; suas asas são menores que o comprimento do abdômen. A Blatella germanica, popularmente chamada de barata de cozinha, vive em lugares quentes e secos. Para sua proliferação, são necessários três condições básicas ou os 3 “A’s”, ou seja, 1 Água, 2 Abrigo e 3 Alimento.

Periplaneta americana

A Periplaneta americana mede de 3 a 4 cm e tem uma coloração castanho escuro, suas asas são maiores que o comprimento do abdômen. A Periplaneta americana necessita de muita umidade em função do exoesqueleto, que não deve ressecar. A Periplaneta americana, popularmente chamada de barata de esgoto, vive em lugares quentes, úmidos e externos. Para sua proliferação, são necessários três condições básicas ou os 3 “A’s”, ou seja, 1 Água, 2 Abrigo e 3 Alimento.